Academia Niteroiense de Letras

 


 

Menu

 

Diretoria

Conselho Fiscal

Histórico

Patronos

Atuais Acadêmicos

Ex-Acadêmicos

Biblioteca

Programação

Endereço

Trabalhos Literários

Revista Virtual

Fale Conosco

 

 

   

Resenha Literária

 
 

 

Resenha literária

 

Resenhista: Emerson Rios (rios.emerson@gmail.com)

Autor dos livros O Vampiro de Niterói (2005), A Visita de Iuri Gagarin à Niterói (2006), Estância Não Caiu e outros contos (2011), O Banquete dos Mendigos (2012), Crônicas Urbanas (2013) e Praia de Icaraí – Verão de 1959 (2015). Além desses Emerson Rios é autor de 10 (dez) livros técnicos na área de tecnologia da informação e ocupa atualmente a cadeira número 39 da Academia Niteroiense de Letras.

emerson rios 

 

Livro: Frida e Trotsky

Autor: Gerard de Cortanze

Número de páginas: 284
País: Brasil
Ano:  2018

frida e trotsky

 

Leon Trotsky, junto com Lenin, foi um dos líderes da Revolução Russa de 1917 que tirou do poder o czarismo. Posteriormente novas mudanças foram feitas por outra revolução em 1918 e Lenin definitivamente assumiu ao posto máximo no regime então implantado. Com a morte de Lenin em 1924 ocorreu uma disputa pelo poder entre Trotsky e Stalin, sendo que este último assume o controle do país. Trotsky é deportado passando pela TurquiaFrança (julho de 1933 a junho de 1935) e Noruega (junho de 1935 a setembro de 1936), fixando-se finalmente no México onde consegue asilo político sob determinadas condições. A ida de Trotsky para o México deveu-se  a um convite feito pelo pintor Diego Rivera. Trotsky pega um navio e viaja da Noruega para o México, onde passa então a viver com a sua esposa e conhece então a pintora Frida Kahlo esposa de Rivera. O livro trata do relacionamento entre Trotsky e Frida Kahlo. Apesar de ambos serem casados e viverem na mesma casa os dois começam um relacionamento, mesmo sendo Rivera um amigo de Trotsky e também quem o acolheu no momento difícil em que vivia no exílio. Esse romance caótico pela loucura dos envolvidos acontece na Cidade do México a despeito dos riscos que envolvia. Em 20 de agosto de 1940, três anos após a sua chegada ao México, Trotsky sofre um atentado cometido por Ramon Mercader que burla a vigilância da sua casa dizendo-se um escritor interessado em submeter um artigo à avaliação do mestre. Com uma picareta o assassino fura a cabeça do russo que vem a morrer no dia seguinte no hospital. O livro na verdade trata basicamente do romance entre Trotsky e Frida Kahlo, embora conte de forma simplificada parte da história que envolveu o líder russo.