Academia Niteroiense de Letras

 


 

Menu

 

Diretoria

Conselho Fiscal

Histórico

Patronos

Atuais Acadêmicos

Ex-Acadêmicos

Principais eventos

Biblioteca

Programação

Endereço

Trabalhos Literários

Revista Virtual

Fale Conosco

 

 


Perfis biográficos


Por Wanderlino Teixeira Leite Netto

wanderlinotlnetto@gmail.com

wanderlino


    

Branca Eloysa de Campos Góes Pedreira Ferreira (atual ocupante da cadeira 26)

 

Nasceu na cidade do Rio de Janeiro (RJ), em 8 de junho de 1935. Cursou o clássico e, ao longo do tempo, cursos livres, particularmente os ligados à área dos Direitos Humanos, com destaque para “Vazio dos Códigos” e “Vida dos Direitos – interpretação jurídica e globalização”, ministrados pelo Instituto dos Advogados do Brasil. Estudou na Aliança Francesa. Tem artigos constantes de jornais e revistas das cidades fluminenses de Niterói e Rio de Janeiro. A partir de depoimentos gravados, redigiu o texto do livro resultante do “1º Seminário do Grupo Tortura Nunca Mais”, publicado pela editora Vozes em 1987, que aborda a repressão a opositores do regime militar instaurado no Brasil em 1964. Artigo de sua autoria, intitulado “Poetas, burocratas e...”, por meio do qual sai em defesa de um projeto de Oscar Niemeyer, não concretizado, foi publicado, em 1978, na edição de número 95 da revista Módulo. Autora dos seguintes livros: Rua Ana Barbosa, 45Meyer (1990); Resgate (1999); e Sem Máscara (2005). Textos de sua autoria constam das antologias Água escondida (organizada por Neide Barros Rêgo, 1994) e Páginas da infância (organizada por Elza Rodrigues, 2000). Cofundadora do Espaço Cultural Maria Jacintha, já desativado. Autora de “Viajando para o ontem”, texto de encerramento do álbum comemorativo do centenário do Clube de Regatas Icaraí. Em 1993, foi homenageada pela Ordem dos Advogados do Brasil por sua atuação como escritora e ativista de Direitos Humanos. Por seu desempenho na luta pela emancipação da mulher, recebeu o Título de Conselheira de Honra (conferido pelo Movimento de Mulheres – Partido Democrático Trabalhista). Em 1997, ano em que comemorou quarenta e cinco anos de sua fundação, o Colégio Nossa Senhora da Assunção incluiu-a entre os protagonistas da história e da vida da cidade de Niterói. Por serviços prestados à pessoa idosa, foi agraciada, em 1999, com o Diploma de Honra ao Mérito (outorgante: Universidade Aberta da Terceira Idade, Niterói, RJ). É detentora das medalhas Jubileu de Ouro da Academia Niteroiense de Letras (outorgante: ANL), Tiradentes (outorgante: Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro) e José Cândido de Carvalho (outorgante: Câmara Municipal de Niterói), assim como do Título de Cidadã Honorária de Niterói. Seu resumo biográfico consta do livro Mulheres em Niterói, publicado por Graça Porto em 2007.

          

Para voltar ao índice geral, clique em Revista Virtual na coluna da esquerda acima. 

Para voltar ao índice desta revista, clique AQUI.