Academia Niteroiense de Letras

 


 

Menu

 

Diretoria

Conselho Fiscal

Histórico

Patronos

Atuais Acadêmicos

Ex-Acadêmicos

Principais eventos

Biblioteca

Programação

Endereço

Trabalhos Literários

Revista Virtual

Fale Conosco

 

 


Perfis biográficos


Anna Karin Lutterklas  – Ana Laura (atual ocupante da cadeira 15)

 

            Nasceu em 3 de dezembro de 1940, na cidade do Rio de Janeiro (RJ). Seus estudos, do curso primário ao científico, realizou-os no Colégio Cruzeiro, ex-Colégio Alemão. Formou-se médica em 1966 pela Faculdade de Medicina da Universidade do Brasil, atual Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). No mesmo ano de sua formatura, ingressou no quadro de profissionais do Instituto Nacional da Previdência Social (INPS). Trabalhou no Hospital do Andaraí, no Serviço de Perícias de Pessoal da Superintendência Regional no Estado do Rio de Janeiro (em juntas médicas) e no Serviço de Disciplina Administrativa (em sindicâncias e inquéritos administrativos). Nos anos de 1968 / 1969, também na UFRJ, especializou-se em Psiquiatria. Em 1972, mediante concurso, ingressou na carreira de médica psiquiatra da Secretaria de Estado de Saúde do Governo do Estado do Rio de Janeiro, com exercício no Hospital Estadual Psiquiátrico, em Niterói (RJ). Transferida para a Secretaria de Estado de Justiça em 1976, exerceu a chefia do Serviço de Perícias do Hospital de Psiquiatria da Penitenciária Nelson Hungria. No ano de 1979, na Faculdade de Direito Cândido Mendes, colou grau de bacharel em Direito. Em 1982, exonerou-se para assumir, no Instituto Nacional de Assistência Médica da Previdência Social (INAMPS), o cargo de procuradora autárquica federal, também obtido mediante concurso. Da Procuradoria Geral do INAMPS, passou para a Direção Geral, tendo trabalhado na Consultoria Geral. Em 1988, transferiu-se para o INPS, logo convertido no Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Lotada na Procuradoria Estadual da recém-criada autarquia, trabalhou no Serviço Criminal. Temporariamente cedida ao INAMPS, presidiu comissão de inquérito. Retornando ao INSS, vinculou-se ao Serviço de Acidentes do Trabalho, no qual permaneceu até aposentar-se em 1994. Tornou-se colunista da Folha do Rio em 1993, inicialmente como conselheira sentimental (coluna “SOS coração”) e depois como contista e cronista (coluna “Contos e crônicas”). Publicou os livros Um hino para Germano (romance, 1994) e Relíquias ardentes (poesia, 1996). Poemas de sua autoria foram publicados em antologias. Integra os quadros de outras instituições: Academia Internacional de Letras e Ordem dos Advogados do Brasil / seção Rio de Janeiro. Faz parte do Conselho de Medicina do Estado do Rio de Janeiro.


 

          

Para voltar ao índice geral, clique em Revista Virtual na coluna da esquerda acima. 

Para voltar ao índice desta revista, clique AQUI.